Metade dos portugueses escolhem os destinos que dão melhores fotos

Metade dos portugueses escolhem os destinos que dão melhores fotos

O potencial de partilha no Instagram já pesa para um em cada dois portugueses.

E se, durante as férias, as fotos que tira recebessem menos “likes”? Um em cada dois portugueses têm em conta a instaworthiness dos destinos quando escolhem para onde viajar – ou seja, o potencial que têm para dar boas fotografias para as redes sociais. A conclusão é da agências de viagens eDreams, que realizou um inquérito junto de mil pessoas.

Ainda assim, apenas 6% diz escolher o destino de acordo com o que vê na Internet. A decisão tomada pelos próprios continua a ser a grande tendência dos portugueses (54%).

Por outro lado, a maioria afirma que quando as pessoas partilham muitas fotografias das suas férias só fazem isso “para se exibir”(32%) ou “não estão a aproveitar as férias” (25%). Só 22% considera que essa partilha pode significar “que estão realmente a desfrutar”.

Quando questionados sobre o que seria mais difícil renunciar em férias, os portugueses não têm dúvidas: seria perder as idas à praia (29%). Já 15%, sobretudo millenials, afirmam que o mais difícil seria não poder aceder às redes sociais.

Também em Espanha (55%) e em Itália (58%), os viajantes inquiridos pela eDreams referem ter em conta o quanto os seus destinos são “instagramáveis”. O mesmo não se verifica, por exemplo, em França (42%), na Alemanha (31%) e no Reino Unido (20%).

Este inquérito, encomendado à OnePoll pela eDreams, foi realizado entre os dias 13 de Dezembro de 2018 e 3 de Janeiro deste ano.