Hoteleiros doam bens para Moçambique

Hoteleiros doam bens para Moçambique

Acção solidária juntou 30 hotéis e cinco parceiros da AHP.

Vários hoteleiros nacionais juntaram-se para enviar duas toneladas e meia de bens, através do programa Hospes da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), para ajudar as vítimas do ciclone Idai em Moçambique, mais concretamente o hospital do Dombe, em Manica, que tem cerca de 25 mil pessoas a seu cuidado, sobretudo mulheres e crianças até aos cinco anos.

“A AHP recebeu um pedido para uma missão muito específica: apoiar o Hospital do Dombe, com alguns bens em particular, sobretudo lençóis e produtos de higiene. De imediato, e porque já trabalhamos em rede com os hotéis e as instituições há mais de cinco anos, lançámos um apelo aos nossos associados e parceiros”, afirma Cristina Siza Vieira, presidente executiva da AHPl, citada em comunicado.

Em pouco mais de uma semana, chegaram à entidade 2.150 lençóis, 25 colchões 20 almofadas, 215 fronhas, 51 mantas polares, 120 fraldas de pano, 18.333 sabonetes, 1.200 pastilhas de purificação de água, bem como 150 quilos de produtos alimentares e de higiene. Com a ajuda da associação Helpo, foram enviadas na passada quarta-feira, dia 10.

As doações vieram dos hotéis Altis, Browns, Continental, Mundial, Olissipo, Meliá, PortoBay, Vila Galé, Star Inn, Inspira Santa Marta, Turim, Tryp, Mundial, Roma, Marquês de Pombal e da Música, assim como do Group GM, Sokama, Lavandaria Galáxia, Tinturaria Vieira e Elis.

A AHP sublinha ainda que “está disponível para, através do programa Hospes, continuar a ajudar Moçambique, pelo que aguarda a sinalização de outras situações que surjam”.