Aragão reino do esqui

Aragão reino do esqui

Frio, muito frio era o prognóstico à saída de Lisboa, o qual se veio a confirmar assim que saímos do avião no aeroporto de Zaragoza, capital da região de Aragão onde fomos descobrir os melhores spots para a prática do esqui.

Frio, muito frio era o prognóstico à saída de Lisboa, o qual se veio a confirmar assim que saímos do avião no aeroporto de Zaragoza, capital da região de Aragão onde fomos descobrir os melhores spots para a prática do esqui.

Na vastidão do território espanhol cabem um sem-número de opções para umas férias inesquecíveis. Para quem nesta altura do ano não dispensa uns dias na neve são variados os destinos que se podem escolher por terras de nuestros hermanos. Pela nossa parte rumámos ao norte, até à região de Aragão, onde fomos recebidos por uns Pirenéus cobertos de neve e um termómetro a acusar constantes temperaturas negativas! Perfeitamente equipados, com roupa de neve previamente adquirida em Lisboa, sentíamo-nos prontos para avançar rumo às maravilhas que o antigo reino de Aragão (sim, a terra de Filipe II de Espanha, o primeiro de Portugal) tinha para nos revelar. E foram tantas…

Depois de aterrarmos em Madrid, aguardavam-nos mais 50 minutos de avião, desta feita com destino ao aeroporto de Zaragoza. À nossa espera um transfere que nos levaria até à cidade de Jaca numa viagem de cerca de duas horas. Convém referir que era já noite quando realizámos o check-in no Hotel & Spa Aragón Hills, onde iríamos passar a primeira noite, pelo que nada nos preparou para a beleza que no dia seguinte nos deu os bons-dias.

À descoberta da neve

Depois de uma noite merecidamente descansada era chegada a altura de partir à aventura. E que aventura! Mal nos apercebemos que fora do quarto as temperaturas eram quase ou mesmo negativas, demos por bem empregues as horas a experimentar roupa de neve, bem como o peso da mala! Pequeno-almoço tomado era altura de nos juntarmos à nossa guia, a simpática Rosi, e ao nosso motorista, Roberto, para irmos conhecer a primeira estância, Formigal.

Com 137 km de pistas, o que a torna na maior área esquiável de toda a Espanha, Formigal consegue cativar qualquer tipo de esquiador, desde o iniciado ao mais experiente. Acessível através de quatro estradas, para a temporada 2011 a estância aposta fortemente na diversão, tanto durante o dia nas pistas como já depois do sol de por num animado aprés-esqui (por exemplo, a descer os 2,5 km da pista de tobogganing em cima de um trenó). Na verdade, a alegria é uma constante por toda a estância pois é de sorriso estampado no rosto que os esquiadores regressam das pistas. Na escola, são muitos os graúdos e os miúdos que se entregam de corpo e alma a aprender a esquiar e ninguém tem vergonha de umas valentes quedas, antes pelo contrário, estas fazem parte da diversão. Para termos uma ideia melhor de Formigal, subimos num dos elevadores. Na verdade, estava frio mas nunca imaginámos que no topo estivesse tanto frio! Compensou a panorâmica inesquecível sobre toda a estância. Para recompor nada melhor do que um chocolate quente, fabuloso elixir que nos faria companhia durante toda a viagem.

A minha neve é melhor do que a tua

Podia haver alguma rivalidade entre estâncias, até porque geograficamente encontram-se relativamente perto. Mas não. A verdade é que todas se complementam e têm como objectivo último cativar cada vez mais turistas para os Pirenéus Aragoneses. Pela nossa parte, e enquanto nos deixamos conduzir por Roberto até à próxima estância, achamos uma opção inteligente.

Bem mais pequena e familiar do que Formigal, Panticosa transborda charme. Para chegarmos até ela optámos por subir numa telecabina de oito lugares. A subida é inesperadamente rápida e a panorâmica impressionante. Chegados ao topo descobrimos uma estância de 41 pistas com um ar muito familiar, e não nos enganámos. Na verdade Panticosa recebe imensas famílias com crianças as quais encontram ali um espaço exclusivo, o seu jardim de neve. Bastante apelativo o Adventure Slope é uma zona controlada destinada a toda a família com um sem número de actividades, como snow bike, trenós familiares e descida em donuts. Mas a visita a Panticosa teve um atractivo especial, que residiu no facto de termos podido ver a parte escondida de uma estância de esqui (gabinete médico super bem equipado, sala de controle das câmaras de segurança, coordenação dos canhões de neve). São quatro os espaços de restauração ali existentes, com destaque para o restaurante italiano.  

Muito provavelmente a mais bela

Astún é linda. No caminho para a estância, e enquanto descobria nos panfletos promocionais que é muito famosa entre os praticantes de snowboard, comecei a idealizar como ela seria. Confesso agora que a minha imaginação no que a estâncias de neve diz respeito mostrou ser muito limitada, pois Astún não se aproxima nem um pouco do que imaginei…é muito mais bonita! O frio que se fazia sentir (vários graus abaixo de zero) levou-nos a procurar protecção no centro de aluguer de esquis. Depois de devidamente equipados os mais aventureiros partiram à descoberta, sob o comando atento do professor Johnny. Uma hora depois voltavam de sorriso nos lábios, um sinal sempre positivo de que tudo correu bem. O desafio seguinte foi, “a bordo” de um dos elevadores, subir aos 1.864 metros de altitude e enfrentar uma temperatura de 13 graus negativos! Uma experiência única que deve ser vivida por todos quantos se desloquem a Astún, pois do topo a vista é deslumbrante e a descida uma… verdadeira emoção! Para repor energias nada melhor do almoçar no restaurante do Hotel Europa, cujo conjunto de sugestões deixou todos agradavelmente surpreendidos.      

Last but not least

Representada por uma joaninha, a estância de Candanchú é aquela que está geograficamente mais perto da fronteira com a França (a dois km). Inaugurada em 1928 é a estância de neve mais antiga de Espanha, tendo sido também pioneira na divulgação dos Cursos de Esqui. Foi ali, no meio de neve de excelente qualidade que fomos desafiados a realizar um passeio…com raquetes! Devidamente colocadas com a ajuda de Fernando, guia de montanha e sócio da empresa Aragon Aventura (www.aragonaventura.es), e com a ajuda imprescindível de dois bastões lá partimos à descoberta da neve! O que à primeira vista até parecia fácil, revelou-se uma tarefa algo complicada, mas bastante divertida!          

Vida para além da neve

Toda a região de Aragão é culturalmente muito rica (lembremo-nos que por ela passa o Caminho Francês que leva os peregrinos até Santiago de Compostela). Vamos encontrar o centro na cidade de Jaca, primeira capital do Reino de Aragão. Ali ficámos verdadeiramente encantados com o Museo Diocesano da cidade (1970), que instalado na belíssima catedral do século XI possui uma rica colecção de pinturas e esculturas românicas e góticas (www.diocesisdejaca.org). Testemunho da importância estratégica e militar da cidade o Castillo San Pedro Ciudadela de Jaca é um dos pontos turísticos mais procurados pelos visitantes (www.ciudadeladejaca.es). Construído no século XVI acolhe hoje o Museo de Miniaturas Militares (www.museominiaturasjaca.es).

Fora do perímetro urbano não podemos deixar de partilhar alguns locais que também vale a pena descobrir. A Cueva de Las Güixas um conjunto de grutas nas imediações de Villanúa. Bem perto fica o Ecoparque El JUncaral, onde na Primavera e no Verão os desportos mais radicais têm lugar de honra (www.aventura-amazonia-pirineos.com). São muito os lugares que Aragão tem para mostrar aos visitantes mas sem dúvida que o mosteiro San Juan de La Peña é um dos mais impressionantes (www.monasteriosanjuan.com). Sem aviso surge perante nós no final de uma das muitas curvas que integram a estrada que percorre a área de paisagem Protegida de San Juan de la Peña e Monte Oroel. Datado do século X, o mosteiro está literalmente escavado na rocha integrando-se na fabulosa paisagem envolvente.

Esta foi uma viagem de descobertas e partilhas. As mesmas que os visitantes vão ter ocasião de viver quando visitarem Aragão, o reino do esqui…e muito mais.

Estâncias

FORMIGAL

Domínio esquiável: 137 km

Pistas de esqui: 97 pistas (sete verdes, 19 azuis, 33 vermelhas, 38 negras)

Pistas especiais: snowpark, snowbike, duas boarder-cross, slalom, motas de neve e trenós de cães

www.formigal.com

PANTICOSA

Domínio esquiável: 35 km

Pistas de esqui: 41 pistas (sete verdes, 14 azuis, 16 vermelhas, quatro pretas)

www.panticosa-loslagos.com

ASTÚN

Domínio esquiável: 39,975 km

Pistas de esqui: 54 (cinco verdes, 16 azuis, 23 vermelhas, 10 pretas)

www.astun.com

CANDANCHU

Domínio esquiável: 39,5 km

Pistas de esqui: 44 (10 verdes, 12 azuis, 17 vermelhas, cinco pretas)

Pistas especiais: circuito de competição alpina, três circuitos de esqui nórdico e um de esqui de fundo

www.candanchu.com

Onde ficar

Formigal

Hotel & Spa Aragón Hills www.aragonhills.es

Candanchú

Hotel Edelweiss www.edelweisscandanchu.com

Jaca

Gran Hotel de Jaca www.granhoteljaca.com

Hotel Reina Felicia www.pronihoteles.com

Onde comer

Restaurante Fidel (www.hotelvillasallent.com)

Casa Morlans (www.casamorlans.com)

Restaurante El Reno (www.hotelelreno.com)

Restaurante Hotel Europa (www.astun.com)

Bar Fau

Bar El Rincón de la Catedral

Restaurante Lilium

Por Sandra M. Pinto