Aman Sveti Stefan magia em Montenegro

Aman Sveti Stefan magia em Montenegro

Nem todos se podem gabar de ser a morada de um Amanresort. Assim, é de pleno direito que a pequena ilha de Montenegro se pode vangloriar de ser a casa do único representante da prestigiada cadeia hoteleira em terras europeias.

Vamos fazer um pequeno exercício: fechemos os olhos e imaginemos uma ilha, não precisa ser muito grande, pode ser pequena mas com extensas praias banhadas por um mar pintado de um azul intenso e no céu um sol radioso que aquece as horas e os dias. Qualquer um de nós colocaria geograficamente este pedaço de paraíso nas Caraíbas, mas acredite se lhe dissermos que não é necessário ir para tão longe. Pela nossa parte quando abrimos os olhos verificamos que estamos bem perto de “casa”, na ilha de Montenegro.

Banhada pelo mar Adriático, no sudeste europeu entre a Croácia, a Bósnia-herzegovina, a Sérvia e a Albânia, Montenegro possui uma variedade paisagística que vai das montanhas verdejantes até aos vales repletos de arvoredo, passando por praias magníficas. Ali onde antigos mosteiros impõem o passar das horas e dos dias com o ritmado badalar dos sinos e as ancestrais igrejas testemunham o passar dos séculos, esconde-se uma pérola preciosa da hotelaria europeia, o Aman Sveti Stefan.

Paraíso perdido…e reencontrado

Depois de aterrarmos no Aeroporto de Podgorica, temos à nossa espera o transfere que nos leva até ao resort. São cerca de 60 os minutos que levamos para chegar até Budva, localidade turística bastante famosa na ilha e onde se encontra o Aman Sveti Stefan. Entre as vilas de Przno e Sveti Stevan, o palácio Villa Milocer, antiga mansão de veraneio da rainha Marija Karadjordjevic e mais tarde do líder jugoslavo Tito, foi adquirido e totalmente remodelado pelo grupo Aman no ano de 2008 que viu nele uma excelente oportunidade para se implementar na Europa. Depois de readaptado o edifício do velhinho palácio acolhe actualmente o lobby e a recepção do hotel, além de oito luxuosas suites! Numa segunda fase do projecto está programada a recuperação das casas de pedra que circundam o palácio, as quais integravam uma pequena vila de pescadores datada do século XV e que se transformarão em mais 47 suites. Cada aposento combina o requinte característico da época áurea europeia com o estilo e o conforto mais actual. Peças de mobiliário de madeiras nobres, cadeiras de couro e casas de banho em mármore convivem com as mais modernas tecnologias, como Internet wireless. Das românticas varandas a vista dos hóspedes perde-se entre a praia, o mar e os jardins fronteiriços compostos por mais de 800 oliveiras.

A importância dos detalhes

Todas as horas são mágicas num resort Aman, mas a realidade é que enquanto nos preparamos para jantar sentimos que estamos caminhar para o momento alto do dia. Rapidamente percebemos que as nossas expectativas não eram em vão, pois o jantar que nos espera no Dining Room do hotel revela-se um misto de excelente gastronomia, com a sugestão de maravilhoso vinho por parte de um staff muito simpático. Cada prato é concebido com recurso aos produtos mais frescos adquiridos no mercado local e tanto o peixe como o marisco que nos levou ao céu são adquiridos a pescadores da região. O restaurante tem apenas sete mesas, colocadas em redor de uma lareira (elemento central da decoração do espaço) o que reforça o sentimento de exclusividade que vimos sentimos desde o check-in.

Durante o dia o spot mais procurado do resort é o Loggia onde confortáveis camas estrategicamente colocadas providenciam momentos de verdadeira tranquilidade, sempre na companhia de uma panorâmica inesquecível. Aceite a sugestão e peça um cocktail de frutas. Aproveite a vista e reponha energias.

Se for mais apreciador de chá, então faça como alguns hóspedes e dirija-se à Living Room onde os scones fazem as honras da casa. Uma referência apenas à biblioteca onde uma interessante quantidade de livros e de revistas apela a momentos de introspecção. Também ali os hóspedes vão encontrar Internet wirelless de livre acesso.

À descoberta das redondezas

Abrir a janela e verificar que o dia está radioso e com uma temperatura muito agradável, levou-nos a pensar no que fazer fora do resort. Pedimos ajuda na recepção onde, além de nos darem uma lista de coisas possíveis de fazer no Aman Sveti (nadar na piscina, ir à praia, passear de barco), nos ajudaram a elaborar um roteiro de descoberta das redondezas. Assim, podem ser marcadas visitas guiadas à cidade de Budva ou à localidade barroca de Kotor. Pala nossa parte optámos por descobrir a beleza do lago Skadar e da baía de Kotor, classificada como Património Mundial.

Uma vez terminada a segunda fase do empreendimento serão disponibilizados uma quantidade de desportos aquáticos, como mergulho, vela e pesca.

Por Sandra M. Pinto