Quase metade dos portugueses gostaria de tirar uma licença sabática

Quase metade (48%) dos portugueses admite que gostaria de usufruir de um período sabático, no entanto não pode dar-se ao luxo de tirar uma licença sem vencimento.

Apesar disso, 30% dos portugueses inquiridos acredita que usufruir de uma licença sabática aumentaria as hipóteses de vir a ganhar mais no futuro.

Estas são algumas das conclusões do estudo agora apresentado pela eDreams que contou com a participação de mais de 12.000 consumidores de Portugal, Reino Unido, França, Alemanha, Suécia, EUA, Itália, e Espanha.

A esmagadora maioria dos portugueses inquiridos gostaria de tirar uma licença sabática, cerca de 76%, enquanto 21% declara que não tem interesse. A atitude afirmativa em relação à possibilidade de usufruir de um período sabático distingue Portugal dos restantes países inquiridos, contudo são os alemães os menos interessados, com 31%.

De acordo com o estudo apresentado pela eDreams, Portugal diferencia-se dos restantes países relativamente aos motivos que levariam as pessoas a tirarem uma licença sabática. Para 45% dos portugueses seria para melhorar a sua saúde mental, enquanto a maior percentagem registada nos outros países envolvidos no inquérito recaí sobre o ser uma forma de escapar ao stress da vida laboral.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*