Brussels Airlines encerra ano de 2016 com lucro

Apesar dos ataques terroristas de 22 de Março e de uma forte concorrência de companhias de baixo custo, a Brussels Airlines conseguiu encerrar 2016 com um lucro.

A companhia aérea belga registou um crescimento de passageiros superior a 3% e conseguiu um lucro líquido de 15 milhões de euros, após uma dedução de 2,5 milhões de euros que a companhia aérea redistribuirá entre os seus colaboradores em reconhecimento pelos enormes esforços realizados após 22 de Março.

Os resultados financeiros da Brussels Airlines foram  influenciados pelos ataques que atingiram Bruxelas no ano passado. Antes de 22 de Março, a Brussels Airlines estava a caminho de um ano recorde e registava um forte crescimento. No seguimento dos ataques e do encerramento
de 12 dias do Aeroporto de Bruxelas, registou-se uma diminuição acentuada do número de passageiros – especialmente no que se refere ao tráfego de entrada de empresas (para a Bélgica).

No entanto, a Brussels Airlines conseguiu fechar o ano com um crescimento de passageiros de 3,2% – um total de 7,7 milhões de passageiros voaram com a Brussels Airlines. A taxa de ocupação (“seat load factor”) foi ligeiramente inferior a 75% e o volume de carga transportada cresceu 6%.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*